A Arte como Inspiração para o Alto Rendimento

Há alguns meses fomos convidados a falar sobre equipes de alto rendimento em uma universidade.  A idéia era relacionar o contexto esportivo com o organizacional, mas como tínhamos recebido carta branca para propor outros temas, sugerimos outra correlação, que para nós está muito mais próxima do alto rendimento desejado pelas organizações. Falamos dos grupos de improviso teatral. Ok, essa relação talvez seja um pouco obscura, sem uma explicação mais detalhada. Vamos lá então.

A vida não possui scripts, é um constante improviso. No trabalho, mesmo quando temos um planejamento ou plano de ação claro, surgem surpresas, imprevistos. Diante disso, temos que nos adaptar e encontrar uma solução rápida, criativa e eficiente para lidar com a realidade posta. Grupos de improviso teatrais são especialistas nisso. Eles sobem em um palco cheio de luzes sobre eles, sem roteiro, colocam-se diante de observadores e, com sugestões do público, precisam criar uma cena com qualidade suficiente para agradar aqueles que pagaram para assisti-los. Tarefa nada fácil, mas que em grupos bem treinados geralmente são exitosas.

O segredo dessas trupes de improviso está justamente no treino. Eles exercitam suas capacidades de se comunicar, estar aberto ao novo, encontrar respostas, trabalhar em grupo e estar presentes e concentrados no que realmente importa naquele momento, o que gera neles grande confiança mútua. A consequência disso são espetáculos de grande qualidade criados no ato. No fundo, é isso que muitas empresas procuram: equipes colaborativas, criativas e com muita iniciativa e “acabativa” (toda cena precisa de um prazo de entrega). O treino da improvisação traz ainda mais um benefício, que nem sempre é encontrado no mundo esportivo: a construção e sustentação de um ambiente saudável e bem humorado, com vínculos de melhor qualidade, pois a cooperação é muito mais construtiva do que a competição.

É claro que podemos aprender muito sobre equipes e alto rendimento com o esporte, mas os grupos de improvisação teatral também podem ser excelentes fontes de inspiração para aqueles que desejam encontrar formas mais eficientes e fluidas de trabalhar em equipe. Nos EUA e Europa, grandes empresas como Google, Facebook, Ford, Nike e Apple já usam a improvisação como forma de desenvolver seus profissionais. Aqui no Brasil, esse recurso também já vem sendo usado, embora de forma mais modesta, mas não há mais como negar que o mundo dos Negócios pode aprender muito com o das Artes.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s